Aikido Journal Home » Articles » Fundador do Aikidô (13): O Grande Incêndio e a Morte de Seu Pai Aiki News Japan

Fundador do Aikidô (13): O Grande Incêndio e a Morte de Seu Pai

Available Languages:

por Kisshomaru Ueshiba

Aiki News #42 (November 1981)

Traduzido por Jefferson Bastreghi

(O texto que se segue é um resumo de um capítulo publicado com a gentil permissão do autor, Sr. Kisshomaru Ueshiba)

O-Sensei e seu grupo esperavam ter um difícil desafio inicialmente em Hokkaido, e por alguns poucos anos as colheitas foram fracas, mas após 1913 a vida deles se acertou graças à renda crescente proveniente do corte de madeira. Por insistência do sempre ativo Ueshiba, a companhia Shimizu moveu sua seção madeireira de Setose para Shirataki e daquela época até o grande incêndio em 1917, eles produziram aproximadamente 35,4 milhões de tábuas (30 cm quadrados por 2,5 cm de grossura) de madeira. A indústria madeireira alcançou a posição econômica de número dois (próximo a agricultura) como fonte de renda e parecia haver potencial ilimitado ainda a ser desenvolvido. Também havia muitos produtos secundários da indústria e muitos dos fazendeiros de Shirataki ganharam a vida trabalhando na indústria madeireira durante os meses de inverno.

O crescimento de novas cidades na área de Shirataki-Futamata resultou da indústria madeireira, na qual de 500 a 600 pessoas estavam ativas, e como conseqüência, lojas e casas especializadas começaram a aparecer enquanto a vila inteira se tornava ativa nos negócios. O crescimento da área foi bem rápido. Em 1912, antes das 110 famílias originais virem para a área, os quatro distritos de Shirataki, Shiyubetsu, Kami-Shirataki, e Oku-Shirataki tinham uma população de zero. Em 1914, havia 114 lares. Então 162 em 1915, 275 em 1916, 371 em 1917 e 532 em 1918. Era certamente um caso de “do nada para algo”.

Na eleição para o conselho da cidade na vila Kami-Yubetsu em 2 de Junho de 1917, O-Sensei concorreu como um candidato desacreditado, e, contra competidores experientes, foi eleito para o primeiro conselho de doze membros do distrito de Shirataki. Agora na idade de 35 anos, ele era capaz de realizar através de uma competência oficial seu desejo de dedicar-se à “prosperidade do seu país”. Deste modo ele se tornou o representante de Shirataki de fato e em nome. Ele poderia ter se tornado o prefeito do vilarejo e até mesmo se tornado uma figura proeminente no futuro político e econômico de Hokkaido, porém ele escolheu partir quando soube da doença de seu pai. Entretanto, antes de partir, houve alguns eventos particulares que ocorreram durante seus últimos anos em Shirataki.

O primeiro foi um incêndio gigantesco que se iniciou em 23 de Maio, por volta das 9 horas da manhã, em 1917. Esta parte do ano era uma época importante para a agricultura. Por volta do final da primavera, o restante da neve desaparece e a queimada anual do restolho nos campos marca o início do ano agrícola. Durante aqueles contínuos dias ensolarados, os imigrantes estavam nos campos, alguns zelando as fogueiras que tinham estado queimando por dois ou três dias já, enquanto outros começaram a arar as áreas completamente queimadas. Um pouco depois das 8 da manhã, o céu começou a escurecer e um vendo forte, a nordeste começou a soprar. Os trabalhadores se apressaram a apagar os seus fogos, mas algumas fagulhas já estavam sendo espalhadas pela brisa forte. Em pouco tempo, as chamas se espalharam para as florestas vizinhas de Kamishiyubetsu e Oku-Shirataki e um imenso incêndio florestal estava repentinamente ardente, completamente fora de controle.

As chamas eram sopradas diretamente em direção às vilas de Shiyubetsu, Kami-Shirataki e Shirataki, bem nas áreas cultivadas. Em um momento, a vila inteira de Shirataki estava em chamas. Por volta de 250 casas (80% do total) foram destruídas. Três pessoas foram mortas e outras 25 sofreram lesões variadas. Um total de mais de 1100 pessoas perderam suas casas e a maioria da terra cultivável foi danificada. A terra na qual Ueshiba e seu grupo dedicaram tanto esforço, construindo “algo do nada”, foi reduzida a uma pilha de cinzas.

(The full article is available for subscribers.)

Subscription Required

To read this article in its entirety please login below or if you are not a subscriber click here to subscribe.

Username:
Password:
Remember my login information.